Minhas séries de livros favoritas

Oi, pessoal! Hoje eu trouxe para vocês uma lista com algumas das minhas séries favoritas. Eu amo ler séries, porque, dessa forma, eu posso viver aquela história por mais tempo. Mas, quando acaba também, é muito sofrimento! Então, vamos para as indicações:

1. Academia de Vampiros

Sinopse:

Lissa Dragomir é uma adolescente especial, por várias razões: ela é a princesa de uma família real muito importante na sociedade de vampiros conhecidos como Moroi. Por causa desse status, Lissa atrai a amizade dos alunos Moroi mais populares na escola em que estuda, a São Vladimir. Sua melhor amiga, no entanto, não carrega consigo o mesmo prestígio: meio vampira, meio humana, Rose Hathaway é uma Dampira cuja missão é se tornar uma guardiã e proteger Lissa dos Strigoi – os poderosos vampiros que se corromperam e precisam do sangue Moroi para manter sua imortalidade.

Pressentindo que algo muito ruim vai acontecer com Lissa se continuarem na São Vladimir, Rose decide que elas devem fugir dali e viver escondidas entre os humanos. O risco de um ataque dos Strigoi é maior, mas elas passam dois anos assim, aparentemente a salvo, até finalmente serem capturadas e trazidas de volta pelos guardiões da escola.

Mas isso é só o começo. Em O Beijo das Sombras, Lissa e Rose retomam não apenas a rotina de estudos na São Vladimir como também o convívio com a fútil hierarquia estudantil, dividida entre aqueles que pertencem e os que não pertencem às famílias reais de vampiros. São obrigadas a relembrar as causas de sua fuga e a enfrentar suas temíveis consequências. E, quem sabe, poderão encontrar um par romântico aqui e outro ali. Mais importante, Rose descobre por que Lissa é assim tão especial: que poderes se escondem por trás de seu doce e inocente olhar?

Richelle Mead dá uma nova face à literatura vampiresca com este romance: mais ácida, apimentada e inteligente do que nunca, a saga dos Moroi e seus guardiões surpreende pelas reviravoltas e pela ousadia desses cativantes personagens.

Minha Experiência:

Essa série foi a que me fez virar leitora. Antes disso, eu nem gostava de ler. Então, ela tem um espaço muito especial no meu coração, além de ser incrível! Para quem gosta de vampiros, essa série é diferente de tudo que você já viu. Com certeza, vai se apaixonar por essa história e personagens!

Anúncios

2. Bloodlines

Sinopse:

Sydney estava encrencada. Em sua última missão, ela tinha ajudado a dampira Rose Hathaway a escapar da prisão, e essa aliança foi considerada uma traição grave, já que vampiros e dampiros são criaturas terríveis e antinaturais, ameaças àqueles que os alquimistas devem proteger – os humanos. Com sua lealdade colocada em questão, Sydney se sente obrigada a voluntariar-se para uma tarefa nada agradável – ajudar a esconder Jill Dragomir, uma princesa vampira que está sendo perseguida por rebeldes que querem o poder. Caso ela seja capturada e assassinada, a rainha Lissa ficará sem nenhum parente vivo e, como manda a lei, terá de abdicar do trono – o que culminará numa guerra civil tão sangrenta no mundo dos vampiros que certamente afetará a humanidade.
Assim, pelo bem dos humanos, Sydney aceita se disfarçar de estudante e passa a conviver diariamente com Jill e seu guardião Eddie, quando os três são matriculados como irmãos no último lugar em que qualquer um procuraria a realeza dos vampiros – a Escola Preparatória Amberwood, em Palm Springs, na Califórnia. Mas entre uma pizza e outra, entre um jogo de minigolfe e uma conversa sobre garotos, ela começa a ter a sensação de que talvez esses seres estranhos não sejam tão maus assim, principalmente Adrian, um vampiro muito próximo de Jill que desperta os sentimentos mais contraditórios – e proibidos – em Sydney…
O problema é que além de refletir sobre suas convicções e se preocupar com o seu coração, que anda acelerando mais do que deveria, a garota terá de encarar outros inconvenientes um pouco mais graves, como as tatuagens que viraram febre entre os alunos da escola e que parecem conferir poderes sobrenaturais a quem as usa. De que ingredientes elas eram feitas? Quem estaria por trás disso? Será que havia algum alquimista traidor entre eles? Caberá a Sidney resolver todos esses mistérios e garantir a paz entre os humanos antes que seja tarde demais.

Minha Experiência:

Como eu amei Academia de Vampiros, eu surtei quando descobri que Richelle Mead iria nos dar de presente um spin off da série! Agora, vemos os personagens secundários ganharem protagonismo. Com isso, é maravilhosa também. Na minha opinião, inclusive, a escrita da autora nessa série melhorou em relação a outra. Então, se você ainda não leu VA, corre para conhecer essa história incrível e depois matar a saudade com Bloodlines!

Anúncios

3. A Rainha Vermelha

Sinopse:

O mundo de Mare Barrow é dividido pelo sangue: vermelho ou prateado. Mare e sua família são vermelhos: plebeus, humildes, destinados a servir uma elite prateada cujos poderes sobrenaturais os tornam quase deuses.

Mare rouba o que pode para ajudar sua família a sobreviver e não tem esperanças de escapar do vilarejo miserável onde mora. Entretanto, numa reviravolta do destino, ela consegue um emprego no palácio real, onde, em frente ao rei e a toda a nobreza, descobre que tem um poder misterioso Mas como isso seria possível, se seu sangue é vermelho?

Em meio às intrigas dos nobres prateados, as ações da garota vão desencadear uma dança violenta e fatal, que colocará príncipe contra príncipe – e Mare contra seu próprio coração.

Minha Experiência:

Essa série me conquistou. Eu li os cinco livros em uma semana, não conseguia largar de tanto que fiquei amarrada na história! Apesar de amar esses livros, o final, ao meu ver, deixou a desejar. No quinto livro, há a narração de contos, que até te deixam mais feliz após esse final. Apesar disso, eu amo e super indico a série para quem ama fantasia assim como eu e ainda gosta de distopias!

Anúncios

4. Harry Potter

Sinopse:

Conheça Harry, filho de Tiago e Lílian Potter, feiticeiros que foram assassinados por um poderosíssimo bruxo, quando ele ainda era um bebê. Com isso, o menino acaba sendo levado para a casa dos tios que nada tinham a ver com o sobrenatural pelo contrário. Até os 10 anos, Harry foi uma espécie de gata borralheira: maltratado pelos tios, herdava roupas velhas do primo gorducho, tinha óculos remendados e era tratado como um estorvo. No dia de seu aniversário de 11 anos, entretanto, ele parece deslizar por um buraco sem fundo, como o de Alice no país das maravilhas, que o conduz a um mundo mágico. Descobre sua verdadeira história e seu destino: ser um aprendiz de feiticeiro até o dia em que terá que enfrentar a pior força do mal, o homem que assassinou seus pais, o terrível Lorde das Trevas.

O menino de olhos verdes, magricela e desengonçado, tão habituado à rejeição, descobre, também, que é um herói no universo dos magos. Potter fica sabendo que é a única pessoa a ter sobrevivido a um ataque do tal bruxo do mal e essa é a causa da marca em forma de raio que ele carrega na testa. Ele não é um garoto qualquer, ele sequer é um feiticeiro qualquer; ele é Harry Potter, símbolo de poder, resistência e um líder natural entre os sobrenaturais.

Minha Experiência:

Confesso que eu tinha um pouco de preconceito com essa série pelo fato do grande hype que ela tem desde seu lançamento até os dias atuais. Por mais que eu ame fantasia (meu gênero favorito desde que virei leitora), nunca tinha me interessado por esse livro. Mas, em 2020, resolvi dar uma chance e só conseguia pensar no porquê eu não ter lido antes. O universo é muito bem construído, os personagens são muito interessantes e a história é incrível, cada detalhe parece que foi pensado e torna tudo tão especial… Assim, super indico a leitura, ainda mais se você não estiver familiarizado com o gênero. É uma boa série para iniciar e se apaixonar!

Anúncios

5. Corte de Espinhos e Rosas

Sinopse:

Depois de anos sendo escravizados pelos feéricos, os humanos enfim se rebelaram; mas a liberdade tem seu preço e, em meio a batalhas épicas, um Tratado é forjado para selar a paz e determinar os espólios de guerra. Uma muralha mágica então separa as espécies. Do lado feérico, mistério; do humano, apenas medo, desconfiança e dificuldade.

Num mundo sem futuro ou esperança, Feyre, filha caçula de um mercador humano falido, se torna caçadora para sustentar a família. Dura como as flechas que carrega, letal como sua pontaria, ela abandona as fantasias de garota pela árdua vida nas florestas ao redor de sua aldeia.

Sua única alegria é observar as cores e sonhar em capturá-las. Mas, na floresta coberta de neve, tudo é branco e árido; como o ódio pelos feéricos que carrega no coração; como as telas que não pode comprar ou colorir. Até que um enorme lobo cruza seu caminho… Sem hesitar, Feyre dispara… uma flecha. Um ato de rebelião.

Após matar o lobo, uma criatura bestial surge, exigindo uma reparação. Arrastada para além do muro, para uma terra mágica e traiçoeira – que ela só conhecia por meio de lendas -, a jovem descobre que seu captor não é um animal, mas Tamlin, Grão-Senhor da Corte Primaveril. Um feérico com um segredo, escondido sob uma máscara.

À medida que ela aprende mais sobre este mundo onde a magia impera, seus sentimentos por Tamlin passam da mais pura hostilidade a uma paixão avassaladora. Enquanto isso, uma sinistra e antiga sombra avança sobre o mundo das fadas, e Feyre deve provar seu amor para detê-la… ou Tamlin e seu povo estarão condenados.

Minha Experiência:

Meu primeiro contato com essa série não foi um dos melhores. Inclusive, não me adaptei tanto a escrita da autora, o que achei bem cansativa. Mas, ela me conquistou muito por seu universo e personagens, principalmente. Por isso, ela se tornou uma de minhas favoritas, e, diferente das outras, não foi o primeiro livro que me fez me apaixonar por ela e sim o segundo. Para o caso de você estar na dúvida se deve dar uma chance ou não para essa série, eu digo que sim! Vale a pena!

Obs: Há um quinto livro na série, o Corte de chamas prateadas, mas não consta na foto, pois esse post foi preparado antes de seu lançamento.

Anúncios

Essas foram algumas das minhas séries favoritas! Espero que vocês tenham gostado! Ah, e não deixe de me contar qual é a sua! Beijinhos!


Gosta das nossas postagens? Então, ajude-nos a manter o site no ar. Você pode contribuir com qualquer valor!

Doe

Compre nosso livro na Amazon!

Jogando com o Acaso

Anúncios

Resenha #13 – Nossa Música (Dani Atkins)

Nossa Música

Título: Nossa Música
Páginas: 368
Ano: 2017
Editora: Arqueiro
Autor: Dani Atkins

Sinopse:

Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte. Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam. Com a delicadeza tão presente em seus livros, Dani Atkins mais uma vez nos traz uma história de emoções à flor da pele, um drama familiar comovente que não deixará nenhum leitor indiferente.

Anúncios

Ally é musicista e, em uma festa da faculdade, onde foi substituir um integrante da banda que tocaria naquela noite, acaba conhecendo David. O rapaz, desde de que pregou os olhos na menina, tentou de tudo para conseguir um encontro com ela. Os dois acabam se envolvendo numa relação à distância, em princípio, visto que o período é de recesso de fim de ano, em Londres. Assim que a garota retorna à casa onde mora perto da universidade, Ally e David engatam um romance.

Existe uma necessidade de união quando algo tenebroso se aproxima. Mas, às vezes, não importa quantas pessoas amadas estejam ao nosso lado, o golpe derruba você.

No entanto, depois de alguns meses de namoro e muitas brigas, Charlotte chega para piorar o relacionamento deles – que já estava por um fio. Charlie está de volta à Londres, depois de um intercâmbio na Califórnia. Sem ter onde morar, acaba indo para a república onde David mora junto com outros amigos. É inegável que Charlotte é uma pessoa atraente, o que gera ciúmes e desconfiança de Ally. Porém, David parece não dar muita bola para a “nova” moradora. Contudo, uma briga coloca um ponto final na primeira parte da história de Ally e David.

Nós nos despedimos daqueles que amamos milhares de vezes durante a nossa vida: a cada vez que saem pela porta de casa, a cada vez que desligamos o telefone, a cada aceno de adeus. Só não sabemos qual dessas despedidas será a derradeira. Não é para sabermos.

Após oito anos de separação, Charlotte e Ally, ex amigas, se veem em uma situação inimaginável. As duas estão no hospital rezando pela vida de seus maridos. Elas, sem muita escolha, acabam relembrando momentos importantes do passado. Charlie, no fim das contas, acabou se casando com David; e Ally, com Joe. Joe entrou na vida de Ally assim que ela terminou o relacionamento com seu ex. Mesmo sem ter obrigação, o rapaz juntou os cacos do coração da mocinha e a fez voltar a acreditar no amor.

Você pensa que tem o controle de sua vida, acredita que é você quem toma todas as decisões, e então algo assim acontece e você se dá conta de que é apenas uma minúscula peça em um jogo de xadrez, sendo movida de um lado para outro ao capricho de alguma coisa ou alguém muito maior.

Entretanto, parece que o destino quis colocar o caminho de Ally, David e Charlotte entrelaçado mais uma vez e de uma maneira terrível. Mesmo anos depois, o trio precisa encerrar algumas coisas que deixaram inacabadas entre eles, ainda que muito tempo tenha se passado. E, para isso, precisam reconhecer os erros cometidos, as suposições nem tão incabíveis e, claro, aprenderem a pedir perdão pelos machucados e cicatrizes que deixaram um no outro.

Opinião

Eu ainda não conhecia a escrita da Dani Atkins, autora deste livro e de “Uma Curva no Tempo”, e posso dizer que me apaixonei de cara. A forma como ela coloca as emoções dos personagens em palavras foi incrível. Inclusive, um ponto muito importante, que me fez dar nota máxima a esta história, foi a verdade passada nos diálogos. Que eu me lembre, não encontrei nenhuma fala forçada. Foi tudo muito essencial e natural. Isso fez com que “Nossa Música” ganhasse o meu coração, mesmo que tenha sido um clichê.

O livro me lembrou muito alguns filmes do Nicholas Sparks na questão do plot. Foi bastante previsível o que aconteceria no final, mas, mesmo assim, eu chorei horrores quando uma situação específica acabou ocorrendo. Acho que um dos pontos que pesaram um pouco foi a confusão ao me situar no tempo. Como os capítulos são narrados apenas pela Ally e Charlotte, elas relembram momentos importantes do passado, então a história vai e volta muitas vezes no decorrer das páginas. Porém, não alterou minha nota nem minha opinião. Adorei e recomendo bastante!

Avaliação

Avaliação: 5 de 5.

Compre o livro na Amazon!


Gosta das nossas postagens? Então, ajude-nos a manter o site no ar. Você pode contribuir com qualquer valor!

Doe

Compre nosso livro na Amazon!

Jogando com o Acaso

Anúncios

Livros para ler em um dia

Olá, gente! Hoje, viemos indicar alguns livros para se ler em apenas um dia. Isso mesmo! Se você quer uma leitura rápida e fluída, pega essas dicas aqui! Bora lá?

Anúncios

Título: O Acordo
Páginas: 360
Ano: 2016
Editora: Paralela
Autora: Elle Kennedy

Sinopse:

Tocante, profundo, engraçado, sexy… ”O Acordo” é um romance que vai te encantar e surpreender a cada página. Hannah Wells finalmente encontrou alguém que a interessasse. Mas, embora seja autoconfiante em vários outros aspectos da vida, carrega nas costas uma bagagem e tanto quando o assunto é sexo e sedução. Não vai ter jeito: ela vai ter que sair da zona de conforto Mesmo que isso signifique dar aulas particulares para o infantil, irritante e convencido capitão do time de hóquei, em troca de um encontro de mentirinha. Tudo o que Garrett Graham quer é se formar para poder jogar hóquei profissional. Mas suas notas cada vez mais baixas estão ameaçando arruinar tudo aquilo pelo qual tanto se dedicou. Se ajudar uma garota linda e sarcástica a fazer ciúmes em outro cara puder garantir sua vaga no time, ele topa. Mas o que era apenas uma troca de favores entre dois opostos acaba se tornando uma amizade inesperada. Até que um beijo faz com que Hannah e Garret precisem repensar os termos de seu acordo.

Avaliação

Camilla

Avaliação: 5 de 5.

+ 💜

Fernanda

Avaliação: 5 de 5.

+ 💜

Andressa

Avaliação: 5 de 5.

+ 💜

Título: Mais que amigos
Páginas: 256
Ano: 2018
Editora: Paralela
Autora: Lauren Layne

Sinopse:

Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível? Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento. Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver. Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo? Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível!

Avaliação

Camilla

Avaliação: 5 de 5.

Fernanda

Avaliação: 5 de 5.

+ 💜

Andressa

Avaliação: 5 de 5.

+ 💜

Título: Métrica
Páginas: 304
Ano: 2013
Editora: Galera Record
Autora: Colleen Hoover

Sinopse:

Após a morte do pai, a ausência torna-se a maior companheira de Lake. A responsabilidade pela mãe e pelo irmão a congelam em um limbo de luto e dor. Por fora, ela parece corajosa e tenaz; por dentro, está perdendo as esperanças. E se mudar do único lar que conheceu não ajuda em nada. Agora em uma nova casa, em uma nova cidade, ela precisa achar seu caminho. E um rapaz apaixonado por poesia pode ser o guia perfeito. Quando conhece o novo vizinho, Layken imediatamente sente uma intensa conexão. Algo que finalmente parece desanuviar um pouco sua realidade. Mas o caminho da verdadeira felicidade não é feito de tijolos dourados, e logo uma revelação atordoante faz o novo relacionamento ser bruscamente interrompido. O dia a dia vai se tornando cada vez mais doloroso à medida que eles se esforçam para encontrar um equilíbrio entre os sentimentos que os aproximam e as forças que os separam. “Único, diferente de tudo que se vê por aí…Leia!” – Tammara Webber, autora de Easy

Avaliação

Camilla

Avaliação: 5 de 5.

Fernanda (Não leu)

Andressa (Não leu)

Título: O Duque e Eu
Páginas: 498
Ano: 2000
Editora: Arqueiro
Autora: Julia Quinn

Sinopse:

Os Bridgertons são oito irmãos que brigam como cães e gatos, brincam como melhores amigos e, acima de tudo, se amam incondicionalmente. O duque e eu conta a história da quarta deles, a adorável Daphne, e inaugura uma das séries mais bem-sucedidas de Julia Quinn, que já teve mais de 1 milhão de livros vendidos no Brasil. Esta edição, comemorativa dos 20 anos de lançamento, é uma singela homenagem aos livros em capa dura e formato pequeno, tão comuns no início do século XIX, quando se passa esta história apaixonante.

Avaliação

Camilla

Avaliação: 5 de 5.

Fernanda

Avaliação: 5 de 5.

Andressa

Avaliação: 5 de 5.

Título: Notas sobre ela
Páginas: 120
Ano: 2017
Editora: Bertrand Brasil
Autora: Zack Magiezi

Sinopse:

Livro do poeta autor de Estranherismo e sucesso na internet. Ao retratar a mulher da infância à maturidade, Zack Magiezi mergulha no universo e na aura femininos revelando suas nuances, facetas e matizes. Dos picos de solidão noite adentro às alegrias ensolaradas à beira-mar; dos cheiros e tatos da inocência às expectativas que ora se cumprem ora se quebram; dos sonhos que reconfortam à realidade que lapida. Os vislumbres e as impressões; sentimentos e sensações; gestos, fotos, livros, discos, pessoas: nada foge ao autor. Obra inédita inspirada na série de textos que conquistou as redes sociais, Notas sobre ela é, em essência, sobre todas elas.

Avaliação

Camilla

Avaliação: 4 de 5.

Fernanda (Não leu)

Andressa (Não leu)

Compre os livros na Amazon!

Resenha #12 – Um Caso Perdido – Hopeless #1 (Colleen Hoover)

Um Caso Perdido

Título: Um Caso Perdido (Hopeless #1)
Páginas: 384
Ano: 2014
Editora: Galera Record
Autor: Colleen Hoover

Sinopse:

Às vezes, descobrir a verdade pode te deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras… Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro, ele conseguiu amedrontá-la e cativá-la. E algo nele faz com que memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de todo o trabalho que teve para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos e quando eles são revelados, a vida de Sky muda drasticamente.

Anúncios

Resenha

Sky tem 17 anos e, de fato, não conhece sua família biológica. Ela vive com a mãe adotiva, chamada de Karen, que, de certa forma, é contra tecnologias. Além disso, por conta das crenças de Karen, Sky passa a vida toda estudando em casa, sem ter contato com outros jovens de sua idade no ambiente escolar. Ela simplesmente não sabe o que é ir para escola, interagir com colegas de classe ou professores. Sua vida é ficar dentro de casa alheia aos acontecimentos, uma vez que não tem acesso à informação que corre solta na internet. Até que no último ano do Ensino Médio, isso muda. Six, sua melhor amiga e vizinha, enfim, consegue convencê-la, assim como Karen, de conhecer o mundo além das quatro paredes.

Não existe nada como a culpa que sentimos quando percebemos que nosso próprio coração é capaz de amar o mal.

Ainda que não saiba o que é ir a um colégio ou usar direito um aparelho celular, a garota não vive em cárcere privado nem nada do tipo. Ela é até bem social para uma pessoa que vive assim. Visto isso, em um dia no supermercado, ela acaba conhecendo Holder, um menino que, de acordo com os alunos do colégio onde estudam, não passa de um babaca, sem noção e agressor. No entanto, com o passar do tempo, eles constroem uma ligação, difícil de explicar e de quebrar. Parece algo de outras vidas, sabe? E, conforme eles ficam cada vez mais próximos, se torna, consequentemente, mais complicado ainda de resistir ao sentimento que brota entre eles. Sky, que nunca se apaixonou por ninguém antes, agora, tem certeza de que conheceu o amor.

É o que acontece quando duas pessoas viram uma só: elas passam a compartilhar mais do que amor. Também compartilham todo o sofrimento, mágoa, dor e aflição.

Mas, aparentemente, há muita coisa por trás sobre o passado de ambos. Sky não conseguem entender o porquê de sua mãe privá-la de tanta coisa, e, com a ajuda de Holder, ela passa a se questionar mais ainda sobre isso. Afinal, tem que haver alguma coisa por trás disso. Já Holder, também esconde algo, visto que ele perdeu a irmã ainda novo e não se abre tanto. Juntos, eles fortificam a ligação com o passado e se mostram, cada vez mais, dispostos ao que aquele relacionamento pode favorecer.

As coisas que nos derrubam na vida são testes, e esses testes nos forçam a escolher entre desistir, ficar caída no chão ou sacudir a poeira e se levantar com mais firmeza que antes.

Um Caso Perdido, por sua vez, é um livro que fala sobre amor, sim, mas também sobre amizade, superação, coragem e, ainda que não pareça, esperança que o tempo e a verdade ajudam a curar tudo. Lógico, não dá para mudar da noite para o dia, mas com aquela pessoa especial ao lado, a pessoa é capaz de ter outra perspectiva. Portanto, a relação de Sky e Holder é construída de pouco em pouco e, nos mínimos detalhes, se torna algo lindo de se apreciar, pois reflete as dificuldades que a vida, eventualmente, pode ter, bem como situações em que os gatilhos são inevitáveis e estão presentes.

Opinião

Bom, eu gostei do livro desde o início e não consegui me desapegar. Os diálogos são muito bem construídos, o que te instiga a querer sempre mais e mais daquela história. Não é um simples romance, tem muita coisa por trás. Com o passar das páginas, então, eu comecei a questionar algumas situações e até desconfiar de certos personagens, logo, estava meio que preparada. Porém, as revelações me surpreenderam real. Eu fiquei simplesmente chocada e grata por estar conhecendo mais um enredo incrível da Colleen.

Recomendaria de olhos fechados essa obra, mas, conscientemente, não dá para fazer isso com todos, já que há certos gatilhos e situações bem pesadas que podem ser prejudiciais às pessoas. Sendo assim, com a resenha e essa parte de opinião, quis mostrar um pouco sobre o geral desse livro que me fisgou. Entretanto, ressalto que pode não funcionar para outros leitores, muito pelo que o volume traz de partes “nojentas”, vamos assim dizer.

Avaliação

Avaliação: 5 de 5.

+ 💜

Compre o livro na Amazon


Gosta das nossas postagens? Então, ajude-nos a manter o site no ar. Você pode contribuir com qualquer valor!

Doe

Compre nosso livro na Amazon!

Jogando com o Acaso

Anúncios

Resenha #11 – A Herdeira do Mar (Ize Chi Kiohaan)

Título: A Herdeira do Mar
Páginas: 314
Ano: 2019
Editora: KDP
Autor: Ize Chi Kiohaan

Sinopse: Como você reagiria se descobrisse que é herdeira do trono dos mares? A princípio, Cordélia Dolphin se saiu bem. É claro que descobrir de repente que se é uma sereia foi um choque, mas para quem se sentia deslocada onde quer que morasse, a revelação veio mais como uma explicação do motivo dela se sentir tão diferente. Porém, junto da revelação, veio uma tentação em forma de homem… ou melhor dizendo, na forma de um tritão. ​Morgan é o guardião da princesa de seu povo, designado para protegê-la desde seu nascimento, mesmo quando ela sequer tinha conhecimento de sua existência. Em sua função, deveria agir com seriedade e zelo, enquanto a ensinava os conhecimentos que seriam necessários em seu futuro. Mas se manter alheio à Cordélia parecia uma tarefa impossível… Especialmente considerando que a garota não conseguia tirar as mãos dele – não que sequer pensasse em impedi-la. Entre mitos e tradições, acompanhe a história de Cordelia e Morgan neste primeiro livro eletrizante, voltado ao leitores e leitoras apaixonados por fantasia, mas que não dispensam um romance.

Anúncios

Opinião

Como eu adoro fantasia, vi a capa de sereia e já fui ler o livro. A história em si é bem interessante, flui bastante. O livro é bem rápido de ler. Conhecemos a vida de Cordélia que, até completar seus 18 anos, não fazia ideia de tinha direito ao trono de Atlântida. A personagem vai se descobrindo durante o livro e tomando conhecimento de sua trajetória, bem como a de seu povo.

– Você sabe o significado do seu nome? Significa a Descendente do Mar.

É um romance clichê, que eu particularmente adoro. Enquanto a personagem vai se conhecendo, ela também vive o dilema do romance proibido com Morgan. Dessa forma, conseguimos saber o que se passa na cabeça dos dois personagens. A autora, contudo, nos traz sempre os sentimentos de todos os envolvidos no enredo, mesmo o foco sendo em Cordélia.

Essa era a capacidade que ele tinha: fazê-la esquecer o mundo, ao mesmo tempo em que a fazia sentir tudo.

Mas uma coisa que me deixou decepcionada foi a parte da ação. A personagem viveu momentos de perigo, porém, nada de muito emocionante. E, como é citada várias vezes a guerra de seu povo, que ainda não acabou, eu esperava que o assunto fosse mais aprofundado. Além disso, ansiei pela personagem ir, de fato, atrás de seus direitos como herdeira, mas não aconteceu. O livro simplesmente acabou. Com isso, temos o foco total na descoberta de Cordélia como sereia e no relacionamento com Morgan. No fim, então, eu gostei. Entretanto, esperava mais.

Avaliação

Avaliação: 3 de 5.

Compre o livro na Amazon!


Gosta das nossas postagens? Então, ajude-nos a manter o site no ar. Você pode contribuir com qualquer valor!

Doe

Compre nosso livro na Amazon!

Jogando com o Acaso

Anúncios

Resenha #10 – Vergonha (Brittainy C. Cherry)

Vergonha

Título: Vergonha
Páginas: 420
Ano: 2019
Editora: Record
Autor: Brittainy C. Cherry

Sinopse:

Um amor inesperado que surge de forma inusitada e arrebata a vida de Grace Harris. Grace Harris está perdida e sozinha em sua casa em Atlanta depois que o homem que ela pensou que ficaria a seu lado pelo resto da vida traiu sua confiança, partiu seu coração e saiu de casa, deixando seu casamento em suspenso. Grace resolve, então, passar o verão com a família em Chester, sua cidade natal, para respirar, dar um tempo de tudo. Sua vida está uma bagunça e o que ela precisa no momento é de um pouco de gentileza e compaixão. Por incrível que pareça, Grace encontra isso na pessoa mais improvável de todas: Jackson Emery, a ovelha negra da cidade. Conhecido como a erva daninha de Chester, ele é sinônimo de encrenca, e não faz nada para mudar essa imagem. Tendo perdido na infância o que havia de mais valioso na vida, Jackson se tornou um homem amargurado e não dá a mínima para o que pensam dele. Os caminhos de Grace e Jackson acabam se cruzando de um jeito inusitado e a tristeza profunda que carregam atrai os dois como ímã. Ambos sabem que não foram feitos um para o outro, mas, como tudo vai acabar mesmo com o fim do verão, resolvem deixar rolar e se entregar a uma diversão passageira. Porém, o que Grace não imaginava é que seu coração, já destroçado, seria obrigado a aprender que certos relacionamentos são capazes de causar dores muito profundas, e que é sempre preciso fazer uma escolha.

Anúncios

Após 15 anos de relacionamento, o marido de Grace Harris, o Finn, decide dar um tempo no casamento, julgando não aguentar mais a esposa o afastando emocionalmente. Oito meses sem se verem, os dois acabam se reencontrando para vender a antiga casa em que eles passaram diversos momentos bons e ruins, inclusive nas vezes em que a mulher perdeu seus bebês. Finn, nesse tempo em que estavam afastados, passou a morar novamente na antiga cidade onde eles se conheceram, em Chester, interior da Georgia, devido ao seu trabalho como médico no hospital.

O amor era uma emoção desordenada que não caminhava em linha reta. Ele funcionava em ondas e giros e subidas e descidas. Era uma emoção louca que, de algum modo, ainda existia no meio de tanto desgosto e traição.

Sem ter para onde ir, Grace decide passar o verão com a família no mesmo lugar onde seu ex-marido está. Porém, o que ela não esperava, era descobrir, assim que chegasse, que sua melhor amiga está de caso com Finn esse tempo todo, antes mesmo deles terem terminado. No entanto, nesse meio-tempo, o carro de Grace apresenta defeitos e ela é obrigada a levá-lo ao único local que conserta veículos na cidade: na oficina em que Jackson Emery trabalha.

Ela não é você. Ela nunca vai ser você, e eles não podem roubar o seu final feliz. Isso é seu e só seu. Só porque ele não chegou do jeito que você pensou que seria não significa que seu final feliz não esteja a caminho.

Por outro lado, Jackson é o bad boy da cidadezinha, conhecido por todos como filho do monstro alcóolatra de Chester e maior destruidor e solucionador de casamentos. Praticamente, todas as mulheres sonham em se aventurar com o garoto de 24 anos, que teve uma infância super difícil e é odiado pelo restante dos moradores. Jackson usa as relações casuais como uma forma de esquecer os problemas e garantir com que ele não se entregue às drogas novamente.

Você vai ter que decepcionar algumas pessoas para conseguir se encontrar.

Entretanto, o que ele não imaginava era que logo a filha do pastor fosse procurá-lo pedindo ajuda para superar a traição de seu ex-marido e sua ex melhor amiga. E, apesar de Jackson ser um grosseiro e um idiota com Grace assim que os dois se conheceram, eles acabam encontrando um no outro a possibilidade de se curarem dos traumas e dificuldades que enfrentaram ao longo da vida. Mas, para isso, precisam passar por cima de suas famílias, que se odeiam.

Opinião

Sou suspeita pra falar dos livros da Brittainy, mas esse em especial conquistou o meu coração. Antes mesmo de chegar à metade da história, eu já estava com o dedo coçando para favoritá-lo. Acho que Vergonha me fez sentir o que os personagens sentiam. Grace e Jackson passaram a vida toda tentando esconder quem eles realmente eram. Seja por causa da própria família, dos amigos ou de conhecidos, eles precisaram se encontrar, se conectar, para descobrirem que eles são muito mais do que os outros rotulam. E tá tudo bem você ser diferente e imperfeito.

Sério, se eu for ficar contando tudo de bom que identifiquei nesse livro, só vou parar amanhã. Então, vou resumir: perfeição! Tanto o desenvolvimento dos personagens principais quanto o enredo em si, foram muito bem construídos. Acho que um ponto que me surpreendeu ainda mais foi que, para passar os verdadeiros sentimentos do Jackson e da Grace, a autora não precisou forçar os diálogos. Lógico que em alguns momentos as falas foram um pouco além da realidade, mas aconteceram na medida certa e cumprindo o principal objetivo que era transparecer a emoção real.

Avaliação

Avaliação: 5 de 5.

+ 💜

Compre o livro na Amazon!


Gosta das nossas postagens? Então, ajude-nos a manter o site no ar. Você pode contribuir com qualquer valor!

Doe

Compre nosso livro na Amazon!

Jogando com o Acaso

Anúncios

Ordem de leitura dos volumes da série Estilhaça-me, de Tahereh Mafi

Olá, pessoas! Como estão? Tudo certo? Que tal falarmos sobre uma série fantástica de distopia?

Hoje, trouxe para vocês um post sobre a ordem de leitura dos livrinhos da série Estilhaça-me, da autora Tahereh Mafi. Sim, essa série que ganhou meu coração e, agora, ocupa um lugar mais do que especial.

Bom, o primeiro livro, que tem o mesmo nome da série, Estilhaça-me, foi publicado aqui no Brasil, primeiramente, pela editora Novo Conceito, lá em 2012. Abrindo um ps aqui: quem vê essas capas novas e maravilhosas de hoje em dia, não deve nem imaginar como eram as antigas, né? Ainda bem, porque melhorou tipo uns 100% hahahaha.

Em 2019, a editora Universo dos Livros republicou os primeiros volumes e deu continuidade aos demais. E é a partir destes que iremos comentar por aqui, ok? Bora lá!

Anúncios

Estilhaça-me #1

O primeiro volume da série, como falado mais acima, se chama Estilhaça-me e tem a visão apenas da Juliette, a protagonista. Esse foi um dos mais fracos, comparado à sequência. É o que menos gosto, tirando um dos contos, que falarei mais à frente. Portanto, se você não curtir este, não desista. Dê uma chance para os outros, que são MUITO melhores.

Estilhaça-me

Sinopse: Um toque é o bastante. Com apenas um toque, Juliette Ferrars é capaz de fazer um homem adulto se ajoelhar de dor e implorar por misericórdia. Um único toque de Juliette pode matar. Ninguém sabe por que a garota tem um poder tão impressionante, o qual ela acredita ser uma maldição, um fardo que uma pessoa sozinha seria incapaz de carregar. Contudo, o Restabelecimento enxerga essa característica como um dom e passa a vê-la como uma oportunidade – uma oportunidade de usá-la como arma letal. Porém, Juliette tem seus próprios planos.

Destrua-me #1.5

Este aqui é um conto. Tem 99 páginas (bem pouquinho) e é a visão de Warner sobre os acontecimentos posteriores ao Estilhaça-me e anteriores ao Liberta-me (segundo livro). A edição, neste caso, só tem a antiga, pela editora Novo Conceito. O que falar de Destrua-me? Bom, ainda que seja um conto, foi essencial para eu mudar de ideia em relação ao Warner, sabe? Dar aquela virada! Sendo assim, não deixem de ler!

Destrua-me

Sinopse: Perfeito para os fãs de Estilhaça-me que aguardam desesperadamente a liberação de Liberta-me, este original digital da série irá preencher a lacuna entre esses dois romances a partir da perspectiva do vilão que todos nós amamos odiar, Warner, o líder cruel do Setor 45. Em estilhaça-me de Tahereh Mafi, Juliette escapou o restabelecimento seduzindo Warner e, em seguida, colocando uma bala em seu ombro. Mas como ela vai aprender em Destrua-me, que Warner não é tão fácil de se livrar… De volta à base e se recuperando de seu ferimento quase fatal, a Warner fará de tudo em seu poder para manter seus soldados em cheque e suprimir qualquer menção de uma rebelião no setor. Ainda que obcecado com Juliette, como sempre, a sua primeira prioridade é encontrá-la, trazê-la de volta, e dispor de Adam e Kenji, os dois traidores que ajudaram a sua fuga. Mas quando o pai de Warner, O Comandante Supremo do restabelecimento, chega para corrigir os erros de seu filho, é claro que ele tem muito planos diferentes para Juliette. Planos esses que Warner simplesmente não pode permitir. Na sequencia de Estilhaça-me e antes de sua próxima sequencia, Liberta-me, Destrua-me é uma estoria contada a partir da perspectiva da Warner, o líder cruel do Setor 45.

Liberta-me #2

Eu gostei bastante de Liberta-me, muito porque podemos saber mais um pouco sobre os outros personagens além da monotonia de Adam e Juliette. O Kenji dá show e nem é preciso falar do Warner, né? Senti a protagonista mais forte nesse, com mais desejo de saber quem ela é de fato.

Liberta-me

Sinopse: Liberta-me é o segundo livro da trilogia de Tahereh Mafi. Se no primeiro, Estilhaça-me, importava garantir a sobrevivência e fugir das atrocidades do Restabelecimento, em Liberta-me é possível sentir toda a sensibilidade e tristeza que emanam do coração da heroína, Juliette. Abandonada à própria sorte, impossibilitada de tocar qualquer ser humano, Juliette vai procurar entender os movimentos de seu coração, a maneira como seus sentimentos se confundem e até onde ela pode realmente ir para ter o controle de sua própria vida. Uma metáfora para a vida de jovens de todas as idades que também enfrentam uma espécie de distopia moderna, em que dúvidas e medos caminham lado a lado com a esperança, o desejo e o amor. A bela escrita de Tahereh Mafi está de volta ainda mais vigorosa e extasiante.

Fragmenta-me #2.5

Esse conto, então, se passa entre os livros 2 e 3 – que é o Incendeia-me. Quem narra é o Adam e, portanto, o que mais odiei hahaha. Minha nota foi um 2 chorado, pois queria dar menos. Eu me irritei muito com ele, logo, foi isso que deu para fazer. Mas vale a leitura. Vai que você gosta dele, né?

Fragmenta-me

Sinopse: Neste eletrizante conto da trilogia Estilhaça-me, descubra o que aconteceu com os rebeldes do Ponto Ômega após lutarem contra o Reestabelecimento. Fragmenta-me é contado do ponto de vista de Adam, respondendo as principais dúvidas dos leitores após grande final de Liberta-me. Enquanto o Ponto Ômega prepara para lançar um ataque-surpresa contra os soldados do Reestabelecimento a postos no Setor 45, o foco de Adam está bem longe do campo de batalha. Ele está se recuperando do rompimento com Juliette, apavorado pela vida do seu melhor amigo e preocupado como sempre com a segurança do seu irmão James. E justo quando Adam começa a pensar se aquela vida é mesmo para ele, o alarme soa. É hora de começar a guerra. No campo de batalha, é como se tudo estivesse a seu favor – mas derrubar Warner, que Adam descobriu recentemente ser seu meio-irmão, não é fácil. O Reestabelecimento não tolera rebeliões, e por isso fará qualquer coisa para massacrar a resistência… inclusive matar a todos que são importantes para Adam. Fragmenta-me prepara o leitor para as emoções de Incendeia-me, a explosiva continuação da série distópica de Tahereh Mafi.

Anúncios

Incendeia-me #3

Aqui, temos Juliette tentando lidar com as novidades sobre Warner ao mesmo tempo que tenta se entender com Adam. É um dos meus favoritos, visto que é mais amplo e dinâmico. Claro, algumas partes me irritaram, mas nada que prejudique.

Incendeia-me

Sinopse: Juliette Ferrars continua em sua saga de autodescorberta nesta eletrizante sequência da série Estilhaça-me. Todos aqueles com quem Juliette já se importou podem estar mortos. A guerra pode chegar ao fim antes de sequer ter começado. Ela é a única resistência no caminho do Restabelecimento e sabe que, para sair viva, o Restabelecimento não pode viver. Todavia, para derrubar o sistema e o homem que quase a matou, Juliette precisará da ajuda justamente de uma pessoa em quem pensou que jamais poderia confiar. E, conforme a dupla trabalha junto para derrubar o inimigo, ela descobre que tudo o que pensou saber – sobre Warner, sobre suas habilidades e até mesmo sobre Adam – estava errado.

Restaura-me #4

Sabe quando a protagonista é, literalmente, tombada? Bom, é o que acontece em Restaura-me. No entanto, é muito interessante ver a nova faceta de Juliette e sua sede por justiça, embora nada venha fácil. Tahereh merece muitos elogios por essa série. Mais ainda a partir deste volume.

Restaura-me

Sinopse: A história de Juliette e Warner continua no eletrizante novo volume da série Estilhaça-me, de Tahereh Mafi, autora best-seller do The New York Times. Juliette Ferrars acreditava ter vencido. Assumiu o controle do Setor 45, foi nomeada nova Comandante Suprema da América do Norte e agora conta com Warner ao seu lado. No entanto, quando a tragédia se instala, Juliette precisa confrontar a escuridão que existe tanto à sua volta quanto em seu interior.

Desafia-me #5

PARA TUDO PARA O MELHOR LIVRO DA SÉRIE. Sério, Desafia-me é tiro, porrada e bomba. Não tem como não gostar dessa obra de arte. É o meu preferido, sem sombras de dúvidas. Neste livro, é onde tudo muda. Você não sabe de nada, inocente! Altas revelações e cenas eletrizantes! Não dá tempo nem de piscar!

Desafia-me

Sinopse: Mais forte, corajosa e resistente do que nunca, a protagonista Juliette Ferrars lutará pela vida e pelo amor nesta arrebatadora continuação da série Estilhaça-me! O curto mandato de Juliette como comandante suprema da América do Norte foi um desastre total. Quando os filhos dos outros líderes mundiais aparecem à sua porta, tudo o que ela quer é recorrer a Warner para obter apoio e orientação. Mas ele parte seu coração ao revelar que está mantendo segredos sobre a família e a identidade dela – segredos esses que mudam tudo. Em Desafia-me, Juliette descobre que nada em seu mundo é o que parece. Ela achava que tinha derrotado o Restabelecimento, que finalmente assumiria o controle de sua vida, de seu poder, de sua dor. Mas ver uma vida inteira de mentiras se desfazendo diante de si muda tudo. Agora, Juliette deve lutar pela vida e pelo amor, mas primeiro terá de sobreviver à guerra sendo travada contra a sua mente: ela terá de lembrar quem ela mesma era.

Imagina-me #6

O último livro da série. O desfecho do universo criado por Tahereh Mafi tinha tudo para ser fantástico, até que não foi. Gostei? Gostei, mas acho que poderia ser bem melhor. Senti algumas pontas soltas, e o que foi o epílogo? Na minha humilde opinião, achei muito sem sentido, já que poderia ter sido melhor explorado.

Imagina-me

Sinopse: Agora que Ella sabe quem é Juliette e para qual finalidade foi criada, as coisas só se tornaram mais complicadas. Enquanto ela luta para entender o passado que a assombra e contempla um futuro mais incerto do que nunca, os limites entre certo e errado – entre Ella e Juliette – não estão tão evidentes. E, com velhos inimigos se aproximando, seu destino pode não estar sob seu próprio controle. O dia do acerto de contas para o Restabelecimento está chegando. Mas será que ela conseguirá escolher de que lado lutará?

Anúncios

Para quem não sabe, há mais dois contos, que não foram traduzidos. Um é entre o quarto e o quinto volume (Restaura-me e Desafia-me), chamado, em Inglês, de Shadow Me (#4.5). Já o Reveal Me, o conto #5.5, acontece entre os dois últimos livros da série, Desafia-me e Imagina-me. Ambos os contos têm a perspectiva de Kenji Kashimoto.

No dia 8 de julho, a autora do sucesso revelou que tem mais um conto a caminho. Se trata de Believe Me (#6.5), o desfecho da série, que narra os acontecimentos após o último livro, o Imagina-me.

Em 22 de julho, foi revelada a capa de Believe Me, o conto narrado pelo Warner. Ele terá em torno de 200 páginas.

Segundo informações de um portal da Tahereh, a Universo dos Livros, editora que detém os direitos da tradução aqui no Brasil, vai publicar todos os contos em português. Aguardaremos mais notícias, então!

Mais uma notícia quentinha para os fãs de do universo criado por Tahereh Mafi: os contos do Warner (Destrua-me #1.5) e do Adam (Fragmenta-me #2.5) vão ser publicados pela editora Universo dos Livros. Sim! Os dois juntos darão vida ao livro Unifica-me, que terá versão física. Ele começará a ser vendido a partir de outubro.

Vale ressaltar, entretanto, que três desses livros estão de graça no Kindle Unlimited:

E aí, gostaram do post? Fizemos com muito carinho! Não deixe de curtir, comentar e compartilhar com os friends! Beijinhos estrelados!

OBSERVAÇÃO: Essa postagem, exclusivamente, será atualizada conforme saírem mais novidades.

Compre o box na Amazon!


Gosta das nossas postagens? Então, ajude-nos a manter o site no ar. Você pode contribuir com qualquer valor!

Doe

Compre nosso livro na Amazon!

Jogando com o Acaso

Anúncios

Resenha #09 – Simplesmente Acontece (Cecelia Ahern)

Simplesmente Acontece

Título: Simplesmente Acontece
Páginas: 448
Ano: 2015
Editora: Novo Conceito
Autora: Cecelia Ahern

Sinopse:

Você acha que é possível existir amizade verdadeira entre um homem e uma mulher? O que acontece quando duas pessoas que foram feitas uma para a outra simplesmente não conseguem ficar juntas? Desde crianças, Rosie e Alex viviam juntos. Todo mundo achava que eles tinham nascido para ser um casal. Todo mundo menos eles mesmos. Grandes amigos desde criança, eles se separaram na adolescência, quando Alex se mudou com sua família de Dublin para os Estados Unidos. Os dois não conseguiram mais se encontrar, mas, através dos anos, a amizade foi mantida através de e-mails, mensagens de textos, cartas, cartões-postais… Ele se tornou um cirurgião renomado… Ela continua correndo atrás do sonho de trabalhar em um hotel luxuoso. Os desencontros, as circunstâncias e uma absurda falta de sorte os mantiveram longe um do outro – até agora. Mesmo sofrendo com a distância, os dois aprenderam a viver um sem o outro. Só que o destino gosta de se divertir, e já mostrou que a história deles não termina assim, de maneira tão simples. Resta saber se eles vão ter coragem de apostar tudo, inclusive a própria amizade que os une, num amor para a vida inteira. Que tipo de surpresa o destino reserva para eles desta vez? Cecelia Ahern nos presenteia com outra de suas histórias de amor mais do que possíveis, mas não por isso menos mágicas… Os personagens de Simplesmente Acontece são cativantes e supercomuns – e é justamente por isso que torcemos tanto para que sejam felizes. As lições deste livro? A vida passa rápido, e alguns erros, mesmo que pareçam bobos, podem carregar você para longe da felicidade.

Anúncios

Resenha

Alex e Rosie são amigos desde sempre, praticamente. Eles se conheceram quando tinham 5 anos e, desde então, se tornam inseparáveis. Estão juntos na escola, na casa um do outro e em todo lugar que vão. É aquela amizade inseparável, que não dá para imaginar que um dia vai acabar. Até que passa a não ser mais assim. Por conta de prioridades, mudanças e afins, eles vão ter seus caminhos distanciados, muito por conta de escolhas que terão que fazer durante a juventude.

Como a vida é engraçada, né? Bem na hora em que você finalmente começa a planejar alguma coisa de verdade, se empolga e sente como se soubesse a direção em que está seguindo, o caminho muda, a sinalização muda, o vento sopra na direção contrária, o norte de repente vira sul, o leste vira oeste, e você fica perdido. Como é fácil perder o rumo, a direção…

O Alex, então, no último ano do Ensino Médio, como conhecemos aqui, decide sair de Dublin, onde cresceram e passaram seus dias juntos, e vai em busca da realização de um sonho nos Estados Unidos, mais precisamente em Boston: estudar Medicina para se tornar cirurgião cardiologista. Nesse ínterim, Rosie fica no país natal deles, só que com um detalhe a mais em sua vida: ela está grávida, aos 18 anos. Isso tudo aconteceu porque, no dia do baile de formatura, Alex, que era o par de Rosie, não consegue comparecer à festa. Dessa forma, ela leva “Brian Chorão” como acompanhante. Assim, eles se envolvem e ela se vê esperando uma menina.

A vida é dura, mas e daí? É difícil para todo mundo, não é? Quem disser que é fácil está mentindo.

O sonho de Rosie, que era abrir um hotel, parece muito distante, uma vez que a gravidez a impede de ir atrás e realizá-lo. Agora, com uma filha, chamada de Katie, tudo o que ela passa a querer da vida é o objetivo de não deixar faltar nada para a bebê. Ela precisa trabalhar, sim, para poder ganhar dinheiro e se manter. Porém, o sonho, que antes era tudo, não será mais possível naquele momento. Enquanto isso, Alex se casa e está progredindo e almejando outras coisas nos EUA.

Tudo aquilo que é pequeno cresce quando nós o alimentamos, Rosie. E com o amor acontece exatamente o mesmo.

Todos esses fatores, logo, fazem com que eles se afastem. O que todo mundo achava, que era o fato de Alex e Rosie serem verdadeiras almas gêmeas e destinados a ficarem juntos como um casal, no entanto, está mais longe ainda de acontecer. Ele está seguindo sua vida, com a nova esposa, trabalhando com o que gosta; ela, está estagnada na “carreira”, com uma criança para cuidar. Porém, Rosie, com a ajuda de Ruby, sua melhor amiga, não descarta o amor. Todavia, ela conhece Greg, que vem a ser seu companheiro. O que ela não espera, bem como o que Alex nem imagina, é que, às vezes, o amor estava mais próximo do que pensavam, e eles só não conseguiram captar.

Opinião

De início, eu gostei bastante da escrita inovadora, já que a história é contada através de cartas, e-mails, mensagens instantâneas e afins. O livro, de fato, tem uma pegada diferente, e isso me fez admirar real. Mas, a única coisa que estava me incomodando, até então, e que me faria tirar uma estrela, era a questão do espaço-tempo. Ou seja, não conseguia me localizar direito. O tempo passava muito rápido, haviam momentos que me via perdida, porque era difícil de entender quando e onde acontecia o quê. Foi assim durante toda a leitura, vale lembrar. Mais para o meio do enredo, a leitura ficou “estagnada”, sendo que tudo parecia repetitivo demais, a Rosie e sua indecisão me irritaram muito mesmo.

A partir dessa metade da obra, eu arrastei. Só levei até o fim porque queria saber se seria igual ao filme. E, bom, eu achei muito diferente e inferior. Eu amo a adaptação, já vi cinco vezes, chorei em todas e sempre tenho vontade de assistir mais uma vez. Já no livro, isso não aconteceu. Achei as emoções bem rasas, em momentos cruciais, como a partida de um ente querido. No longa, é uma das partes mais tristes e lindas, só que na obra, simplesmente, não me cativou tanto quanto achei que faria. Então, o que fica é que é legalzinho, mas não sei se recomendaria, muito menos leria novamente. Isso tudo, inclusive, me fez dar uma nota bem abaixo do habitual, infelizmente.

Avaliação

Avaliação: 3.5 de 5.

Compre o livro na Amazon!


Gosta das nossas postagens? Então, ajude-nos a manter o site no ar. Você pode contribuir com qualquer valor!

Doe

Compre nosso livro na Amazon!

Jogando com o Acaso

Anúncios

Resenha #08 – Biblioteca de Hogwarts (J. K. Rowling)

Olá, pessoal! Para quem é fã da saga Harry Potter assim como eu, trouxe aqui o que eu achei da leitura do Box Biblioteca de Hogwarts que apresenta-nos a três livros incríveis!

Anúncios

Título: Os Contos de Beedle, o Bardo
Páginas: 108
Ano: 2017
Editora: Rocco
Autor: J. K. Rowling

Sinopse:

Citado em Harry Potter e as Relíquias da Morte como um presente deixado pelo mestre Alvo Dumbledore para Hermione Granger, Os contos de Beedle, o Bardo reúne cinco contos populares para jovens bruxos e bruxas. Como J.K. Rowling explica na apresentação do livro, pouco se sabe do passado de seu autor, apenas que Beedle, o Bardo, teria nascido em Yorkshire no século XV, possuía uma longa barba e que suas histórias foram passadas de geração em geração por pais bruxos para seus filhos, da mesma forma que os contos e fábulas escritos para pequenos trouxas (crianças não bruxas).

Anúncios

Resenha

Os contos de Beedle, o Bardo é um livro complementar ao universo Harry Potter. É curto, de leitura bem rápida e interessante, em que podemos conhecer cinco contos do mundo bruxo – que se assemelham aos nossos contos de fada do “mundo trouxa” -, além de ter os comentários de Alvo Dumbledore e notas explicativas da autora, as quais ela afirma que, portanto, permitem que este exemplar possa ser lido também por “trouxas”.

Avaliação

Avaliação: 4 de 5.

Título: Quadribol Através dos Séculos
Páginas: 128
Ano: 2017
Editora: Rocco
Autor: J. K. Rowling

Sinopse:

Esporte tão popular para os bruxos quanto o futebol para os não bruxos, o quadribol é praticado com os jogadores suspensos em suas vassouras e, como o nome sugere, com quatro bolas por partida. Quadribol através dos séculos apresenta um histórico completo do esporte mais praticado em Hogwarts, desde a sua origem até o presente século, as modificações ocorridas ao longo do tempo, descrição dos times e sua difusão pelo mundo. Repleto de detalhes curiosos, o livro faz parte da Biblioteca Hogwarts e é leitura obrigatória para os alunos da Escola de Magia e Bruxaria frequentada por Harry Potter (e para os fãs).

Anúncios

Resenha

Quadribol através dos séculos também é outro livro complementar ao universo Harry Potter. Nesta obra, então, Kennilworthy Whisp conta sobre a origem do esporte mais popular do mundo bruxo, passando por suas regras, posições dos jogadores e pelos principais times de todo o mundo.

Avaliação

Avaliação: 4 de 5.

Título: Animais Fantásticos e Onde Habitam
Páginas: 128
Ano: 2017
Editora: Rocco
Autor: J. K. Rowling

Sinopse:

Existe um exemplar de Animais fantásticos e onde habitam em todas as casas bruxas. Afinal, é muito importante para qualquer aprendiz de bruxo conhecer essas criaturas e saber, por exemplo, que a acromântula é uma aranha monstruosa de oito olhos e dotada de fala humana desenvolvida pelos bruxos para guardar suas casas ou tesouros; ou que o basilisco possui cor verde-vivo e pode alcançar até quinze metros de comprimento. Essas e outras informações encontram-se detalhadas neste guia original de animais mágicos da série Harry Potter, que volta às prateleiras com seis novas criaturas e prefácio inédito. O livro foi adaptado para o cinema como uma aventura ambientada em Nova York, muitas décadas antes do nascimento do menino bruxo, com roteiro de J.K. Rowling.

Anúncios

Resenha

Animais fantásticos e onde habitam fecha essa trilogia de livros sobre o universo Harry Potter. No caso, neste, Newt Scamander fala de sua pesquisa sobre as criaturas mágicas, trazendo um glossário, com descrição e nível de perigo dos animais.

Avaliação

Avaliação: 4 de 5.

Opinião geral

Para quem ama a saga de J.K. Rowling, este box traz três livros, realmente, muito bons! Além de podermos ler os contos mencionados na saga, temos curiosidades muito legais sobre o emocionante esporte bruxo e acesso a um glossário das criaturas mágicas desse universo incrível. Esta edição do livro físico vem em um box lindo, além das capas serem muito bonitas também, com capa dura, ilustrações e detalhes que fazem toda a diferença no visual. Torna-se, por isso, um item perfeito para colecionador.

Compre o box na Amazon!


Gosta das nossas postagens? Então, ajude-nos a manter o site no ar. Você pode contribuir com qualquer valor!

Doe

Compre nosso livro na Amazon!

Jogando com o Acaso

Anúncios

Resenha #07 – Daisy Jones & The Six (Taylor Jenkins Reid)

Ver a imagem de origem

Título: Daisy Jones & The Six
Páginas: 360
Ano: 2019
Editora: Paralela
Autor: Taylor Jenkins Reid

Sinopse:

Todo mundo conhece Daisy Jones & The Six. Nos anos setenta, dominavam as paradas de sucesso, faziam shows para plateias lotadas e conquistavam milhões de fãs. Eram a voz de uma geração, e Daisy, a inspiração de toda garota descolada. Mas no dia 12 de julho de 1979, no último show da turnê Aurora, eles se separaram. E ninguém nunca soube por quê. Até agora. Esta é história de uma menina de Los Angeles que sonhava em ser uma estrela do rock e de uma banda que também almejava seu lugar ao sol. E de tudo o que aconteceu ― o sexo, as drogas, os conflitos e os dramas ― quando um produtor apostou (certo!) que juntos poderiam se tornar lendas da música. Neste romance inesquecível narrado a partir de entrevistas, Taylor Jenkins Reid reconstitui a trajetória de uma banda fictícia com a intensidade presente nos melhores backstages do rock’n’roll.

Anúncios

Resenha

O livro conta a história de Daisy Jones, uma cantora famosa e muito sexy, que conquistou milhares de pessoas com sua voz incrível. Parte disso foi devido à fusão que a celebridade fez com os The Six, estrelas do rock assim como Daisy. Um ponto importante a ser destacado é que, à princípio, a carreira deles era separada, mas o agente teve a brilhante ideia de combinar os trabalhos. E não é que deu mais que certo por um tempo? Entretanto, depois de diversos shows como banda, no dia 12 de julho de 1979, eles decidem que é hora de encerrar o grupo.

É preciso aprender a conciliar as duas coisas. O que você tem e o que você acha que merece.

Porém, é possível sentir um pouco do gostinho de como é estar no palco, o calor da plateia e a troca intensa de olhares entre os vocalistas. É inegável a química que Daisy Jones e Billy criaram. Ainda mais porque eles se odiavam no início de tudo. No entanto, grande parte do sucesso da banda deu-se ao fato de que os dois se completavam como cantores e como dupla, depois de deixarem suas divergências de lado.

As pessoas dizem que a vida segue em frente, mas esquecem de contar que às vezes o tempo congela só para você.

É intrigante ver a fuga que eles mergulharam para deixar os sentimentos de “escanteio”, visto que os dois estavam quebrados emocionalmente. Como se fosse pouco, Billy é casado com Camila. Todavia, até para sua esposa, se tornou óbvia a existência de algo a mais entre Daisy e Billy. E, mais óbvio ainda, é o poder que o relacionamento conturbado dos dois – ou dos três, rs – pode influenciar diretamente no andamento do grupo musical.

Acho que as pessoas que são parecidas demais… elas não se dão muito bem. Eu costumava achar que as almas gêmeas eram duas pessoas iguais. Pensava que precisava procurar alguém que fosse exatamente como eu. Hoje não acredito mais em almas gêmeas e não estou à procura de nada. Mas se fosse para acreditar nisso, diria que sua alma gêmea seria alguém que tem tudo o que você não tem e que precisa de tudo o que você tem a oferecer. Não alguém que sofra pelas mesmas coisas que você.

Nesse romance, encontramos os bastidores do mundo da música. Desde como são realizadas as composições, os ensaios antes de grandes apresentações e, claro, tudo o que a mídia ama divulgar: os problemas com álcool e outras drogas. Além disso, o enredo é narrado através de entrevistas. Não só os personagens da banda, mas os agentes e famílias dos famosos participam desse projeto. A cada página, dá para conhecer mais um pouco de cada um e do grupo em si, como foi esse período de esplendor e que deixou saudades para todos. Ou quase todos…

Opinião

Particularmente, entendo bem o sucesso que esse livro tem. Ele é incrível de várias formas, ainda mais pra quem ama um romance musical, como eu. Ele te cativa ao longo de cada página. Você lê um parágrafo e se pega querendo devorar tudo em menos de um dia. Acho que muito disso aconteceu por conta do meu amor pela música também. A autora soube demonstrar cada detalhe dos bastidores, das composições e do momento no palco.

A narrativa através de entrevistas também facilita muito a fluidez da leitura. É basicamente um bate-papo com os músicos e outros personagens, o que faz com que você se sinta parte da história. Parece realmente que a banda existiu. Em vários momentos, você se pega apaixonado pelas canções e triste pelos desentendimentos e fim do grupo. É encantador de diversas formas e merece ser lido. Por isso, tem minha indicação com toda certeza. Favoritado com sucesso! Aproveitem como eu aproveitei e se apaixonem por Daisy Jones & The Six!

Avaliação

Avaliação: 5 de 5.

+ 💜

Compre o livro na Amazon!


Gosta das nossas postagens? Então, ajude-nos a manter o site no ar. Você pode contribuir com qualquer valor!

Doe

Compre nosso livro na Amazon!

Jogando com o Acaso

Anúncios